Corujas no caminho para o trabalho

coruja

Bom, ainda não sou uma boa fotógrafa e por isso peguei uma foto da internet mesmo, mas as corujas que encontro no caminho para o trabalho são muito parecidas com essa. Como moro em Brasília, no meio do cerrado, é super comum encontrar Corujas Buraqueiras por aqui. Não sou bióloga, mas essas corujas são chamadas buraqueiras porque fazem um buraco na terra, onde vivem. Sempre que eu me aproximo para fotografá-las, elas fogem rapidinho.

Agora fiquei pensando longe… que espécies de animais conseguem viver no ambiente urbano? Minha irmã, por exemplo, já morou numa cidadezinha da Austrália e via cangurus todos os dias, antes de ir para o trabalho. Eu nunca vi um canguru! Quem quiser deixar um recado falando dos animais que encontra na própria cidade, fique à vontade.

Anúncios

9 Respostas so far »

  1. 1

    Dany said,

    Os únicos animais que encontro são aqueles andando sobre 4 rodas… Mal educados eles, piores que os cangurus, garanto!!! Mas em compensação, no meu trajeto matinal posso ver diversos ipês: rosas, amarelos, brancos… Lindos!

  2. 2

    Dany said,

    Os únicos animais que encontro no caminho para o meu trabalho são aqueles andando sobre 4 rodas… Mal educados eles.. Piores que os cangurus, garanto! Mas em compensação posso ver muitos ipês coloridos. Lindos!

  3. 3

    Marcelo said,

    Oi! Moro em Manaus, e por haver muita vegetação ao redor da cidade onde trabalho já vi alguns Camaleões correndo para se esconderem no mato. Duas vezes vi Araras passarem voando em duplas. E já encontraram uma cobra enquanto cortavam o mato nos fundos da empresa. Mas os animais mais incríveis que vejo todo dia enquanto vou ao trabalho, são os Motoristas. Essa é uma espécie muito curiosa, pois nem sempre são violentos, mas quando estão sentados detrás do volante passam por uma mutação. Infelizmente, como trabalho com vendas preciso me deslocar muitas vezes durante o dia, por isso ainda não pude abrir mão do carro. Mas a cada dia vejo como essas latas gigantes são uma doença para a sociedade. Boa sorte em sua jornada e estarei acompanhando as dificuldades e os bons momentos em ser uma pedestre na cidade dominada por carros.

  4. 4

    Murilo said,

    Olá!

    Quando trabalhava na AGU no parapeito do prédio volta e meia aparecia um casal de urubus, no qual foram batizados por Jane e Pablo. E hoje vi no jormal que tem prédio na asa sul enfrentando o problema com urubus.

    Bem, é isso aí…

    Beijos e continue escrevendo. Mas ainda quero ver uma foto batida por você.

  5. 5

    Henrique said,

    Olá, Ana Luiza!
    Aqui é seu leitor e degustador dessa delícia chamada Alfarroba. Ó, estou emocionado com seu gesto tão bacana. Adorei saber que existe ecologista à moda antiga, do tipo que ainda manda Alfarrobas.

    Olha, sei que não adianta falar que não precisava ter esse trabalho todo, então muito, muito, muito obrigado mesmo pelo delicioso presente. Você ganhou mais que um leitor e mais que um degustador. Ganhou um amigo.

    Parece que a Adriana não ficou muito feliz por o presente não ser pra ela, mas como eu também tenho um enorme coração, dei um pra ela. Saiu daqui saltitante.

    Ana Luiza, também não posso deixar de falar do Ecotidiano. São atitudes como o sua, de ajudar no que pode nosso combalido meio ambiente – e escrever sobre isso – é o que inspira pessoas a tentar o mesmo. Parabéns pela atitude.

    Um abraço ecologicamente correto do seu novo amigo.

  6. 6

    Cléri said,

    Eu vejo umas corujas de vez em quando… e calangos sempre…Lá em Chicago é normal ver esquilos! Acho que o bicho mais urbano somos nós mesmos. 😉

    beijos!
    *desculpa por não ter pago a inscrição da Corrida.. =(

  7. 7

    Fabiola said,

    Olá!
    Que bom ver que tem mais pessoas que apreciam as corujas buraqueiras!!! Ao lado do meu prédio, moro em Rio Claro- SP, tem uma familia de corujas. Eu as aprecio pela janela e fico muito contente em ver que elas estão se virando muito bem na cidade! Fiquei apaixonada por elas!!!
    De uma semana para cá, o terreno onde elas moram foi, dividido e desmatado para construção. Estou super apreenciva… será que ela se mudarão ou será que as matarão???? Estou torcendo para a mãe natureza as ajudar e as levar para um local mais seguro. Todos os dias eu fico a espera delas no final da tarde, para ver se voltam…
    beijos

  8. 8

    valfredo said,

    Os animais que encontro no meu caminho são vaca,boi,cavalo e outros sem mais delongas.

  9. 9

    Eliane said,

    ola!
    sou, Liane

    Apesar de não ser uma Bióloga, amo os animais,os finais de semana vou para um sítio onde pude, perceber o amor entre eles,a mãe sempre procurando proteger os seus filhotes.

    Nesta vida, quem não ama a Deus, as plantas e os animais,nunca conseguiirá ter uma vida plena, quem ama a Jesus, ama tudo e todos!
    Lembre-se! Jesus criou os animais e o homem no seu quinto dia a sua semelhança.

    Beijos!

    liane “sempre” Itanhém-Bahia


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: