Primeiro balanço da experiência

Bom, o blog completou mais de um mês e hoje farei um balanço. Meu objetivo inicial foi:

– Consumir apenas alimentos orgânicos.

– Eliminar o uso de sacolas plásticas nas idas ao mercado.

– Implantar a coleta seletiva no meu prédio e no meu trabalho.

– Adaptar-me a uma nova vida em Brasília, sem o meu carro. Para deixar claro, tenho uma jornada regular de oito horas de trabalho seguida de aulas ou estudos na biblioteca da Universidade de Brasília.

AUTOMÓVEL

Bom, por incrível que pareça, o mais fácil para mim tem sido o transporte, pois tenho caronas garantidas nas minhas aulas e ir ao trabalho de ônibus ou à pé (o que é mais raro, por enquanto) tem sido simples. Quando há uma festa ou um evento qualquer, é mais fácil ainda conseguir carona, pois os meus amigos já sabem que estou sem carro e tomam a iniciativa de oferecê-la.

SACOLAS PLÁSTICAS

Consegui eliminar os saquinhos plásticos nas idas ao mercado, mas eles continuam participando da minha vida. Como tenho feito? Reduzi o uso significativamente: utilizo apenas para o lixo orgânico. De um mês pra cá, utilizei cerca de quinze – bem menos que o meu consumo anterior. Quando sinto que vou precisar, pego alguns na casa do meu pai. Ainda não estou contente com essa solução… quero descobrir onde encontro saquinhos de plástico biodegradável para resolver mesmo esse ponto.

COLETA SELETIVA

Enquanto a coleta seletiva não estiver funcionando no meu prédio, decidi separar o meu lixo seco e levá-lo ao supermercado Pão de Açúcar do meu bairro. Lá há um coletor para cada tipo de lixo: papel, metal, vidro e plástico. É uma solução provisória, até por ser levemente trabalhosa. No trabalho, a reciclagem do papel está funcionando bem. A maior parte do pessoal está separando os tipos de papel que a empresa de reciclagem compra a cada cem quilos. Separamos porque cada tipo de papel tem um valor: os retalhos de papel em branco valem mais que o papel A4 impresso, que por sua vez vale mais que impressos de jornais e revistas. Além disso, tanto no meu prédio quanto no trabalho, temos coletores de pilhas. As pilhas armazenadas são levadas para instituições que dão o tratamento adequado a esse tipo de material, como o Superior Tribunal de Justiça – STJ, além de um banco concorrente da minha empresa que eu não posso falar que tem um trabalho ambiental que eu admiro de montão.

Anúncios

4 Respostas so far »

  1. 1

    Acompanho o seu blog há alguns dias e fiquei feliz em saber que vc mora em Brasília, como eu!
    Saiba que se precisar de uma “carona” ou alguma outra coisa, estamos aí!
    Estou com vc nessa busca de soluções para uma vida mais sustentável.

    Abraços

  2. 4

    Jeffs said,

    Muito louca essa url! Affe… Eu estava atrás de um negócio desses há tempos. Só que há coisas que eu não consegui classificar. Mas comento em outro post…:P Valeu!


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: