Um ano sem carro

DSC00738

Passou mais rápido do que imaginava… há um ano decidi vender meu carro para fazer uma experiência de um mês andando à pé e de transporte público ou carona. Deixei o dinheiro aplicado porque tinha certeza que não daria conta de viver sem carro em Brasília. Acabei surpreendendo-me com a facilidade em conseguir carona com os amigos. Acabei conhecendo gente nova, como o meu namorado. Isso além de ter começado a viver num ritmo diferente, mais saudável. Meu carro era esse Celtinha da foto. Se estou com saudade dele? Na verdade não. Ele foi ótimo companheiro durante uns anos, mas, sinceramente, prefiro a vida que levo hoje. É que eu olho para ele e me lembro da minha preguiça de ir à pé à padaria ou até mesmo ao meu trabalho, que ficava a dois quilômetros da minha casa na época. Lembro também do meu horário de almoço que era todo ocupado com afazeres de todo o tipo e terminava numa refeição corrida. Sem o carro, descobri que se pode conversar com as pessoas num momento de carona; encontrei maçanetas dos mais diferentes modelos, nos mais diversos carros; encontrei amigos que levaram almoço para mim (como o Lúcio, do meu trabalho anterior); economizei bastante; melhorei o meu condicionamento físico indo à pé ao trabalho, que hoje fica a uns oito quilômetros de casa, além de almoçar com mais calma – afinal sem o carro nem tenho como inventar outros compromissos. Descobri também o tempo ficar elástico quando pego o carro do meu pai ou do Murilo (namorado) emprestado e, por isso, passei a valorizar momentos corriqueiros com certo deslumbramento, eu reconheço.  Enfim, meu cotidiano transformou-se bastante.

Anúncios

5 Respostas so far »

  1. 1

    Daniel said,

    eu não tenho carro, e mesmo com 19 anos ainda não tirei carteira de motorista, mas pretendo tirar ainda esse ano… ando bastante a pé e de ônibus, e raramente de táxi em função do preço… às vezes até sinto falta de ter um carro (ou um triciclo http://www.fotolog.com.br/cripple_rooster/43764281 http://www.fotolog.com.br/cripple_rooster/47947768 ) pq proporciona mais conforto em condições climáticas adversas e fica menos dependente de horários de ônibus, e eventualmente o risco de ser assaltado é menor que andando a pé…

    • 2

      ecotidiano said,

      Daniel, achei MUITO legal essa foto do triciclo. Nunca tinha visto um assim, acredita? Agora estou me preparando para uma viagem, mas quando voltar pretendo aproveitar os seus conhecimentos e fazer uma semana de automóveis, divulgando o seu blog e fotos como essa do triciclo.

  2. 3

    Oi!

    Também sou de Brasília, atualmente estudando fora do país. Em breve volto para casa (estou morrendo de saudades de Brasília!). Meu SONHO é nunca mais precisar dirigir, detesto a ideia de que é preciso ter carro para morar em Brasília.

    Adoraria ouvir sua experiência sobre não ter carro por aí. Onde mora, como são os ônibus, quais as maiores dificuldades… É que é muito fácil ficar repetindo a história de que Brasília é terrível, não dá para viver sem carro… Mas vou te falar a verdade: eu nunca fiz a experiência enquanto estava aí =P É assim que as pessoas são, né? =P

    Bom, espero ouvir de você em breve!

    Abracos!

  3. 4

    É, ponto a menos para mim. Acabei de ver que o resto do blog também fala sobre ficar sem carro em Brasília! Foi mal aí! Mas ainda assim, adoraria manter o contato e conversar mais e mais sobre o assunto.

    Abracos!
    maíra


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: